<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://px.ads.linkedin.com/collect/?pid=2414825&amp;fmt=gif">

O que são soluções indoor

Fale Conosco

Investir em uma solução indoor é se preparar para o futuro

A revolução digital trouxe a tecnologia para dentro das nossas vidas de uma forma totalmente orgânica. Internet das coisas (IoT), Big data, Inteligência artificial, Machine Learning, Computação em nuvem, Realidade Virtual, Realidade aumentada… Coisas que até então só eram vistas como ficção-científica se tornaram realidade e, o mais importante, acessíveis. Mas há uma questão fundamental para o funcionamento dessas tecnologias: conectividade. Todas elas precisam estar online para funcionarem de forma eficiente e com sinergia, sendo uma das grandes questões que a tecnologia 5G irá atender. Logo, não basta investir simplesmente em um sistema indoor de cobertura, é preciso investir em um sistema preparado para o amanhã.

Faça o download do Ebook: O guia do 5G

Não há mais mercado sem conectividade

O mercado como um todo gira em torno, essencialmente, da habilidade de responder às expectativas dos clientes e exceder os padrões de mercado para criar uma verdadeira experiência diferenciada. Quando esses critérios não são atendidos, a lealdade dos clientes pode sumir e os níveis de satisfação despencarem. Para se manter competitivo e garantir a lealdade, é preciso se dedicar em prover aos usuários as experiências que eles desejam, com os maiores níveis possíveis de comprometimento, criatividade e zelo.

Dentro do mercado de telecomunicações, soluções indoor dizem respeito a infraestruturas para conectividade à rede de telefonia móvel em ambientes fechados, como prédios, salões e centros de convenções, estádios, shoppings, hospitais, estações de trem e metrô, universidades aeroportos etc.

Nesses ambientes, há barreiras físicas - paredes e objetos - dificultando ou bloqueando por completo o recebimento do sinal proveniente da rede de antenas externas de telefonia móvel. Como solução, é criado um sistema de distribuição interna e dedicada que se conecta à rede da operadora oferecendo cobertura de sinal de qualidade dentro de ambientes fechados. O nome dado à essa infraestrutura é DAS (do inglês, Distributed Antenna System).

Além disso a rede externa, ou outdoor, não é mais suficiente para atender a já elevada demanda por dados, menos ainda a demanda futura, que cresce e continuará crescendo exponencialmente. Cada vez mais as barreiras físicas e a crescente demanda por dados irão limitar a propagação e a qualidade do sinal de celular, demandando sistemas complementares para que as pessoas possam continuar conectadas. É preciso investir em uma solução atual e que também esteja preparada para o que está por vir. Mais uma vez, o DAS aparece como solução.

 

 

 

Quando a tecnologia se conecta à vida

Hoje, a vida das pessoas gira em torno da tecnologia, seja no seu uso direto ou na melhoria da qualidade de vida por meio dela. Quando um usuário tem o seu primeiro contato com um estabelecimento, precisa encontrar uma experiência que está alinhada ao estilo de vida tecnológico que já está acostumado. Quanto mais barras de sinal, mais satisfação.

Empreendedores buscando aprimorar as métricas de satisfação dos clientes precisam se manter no topo das atuais tendências e identificar áreas de oportunidade para providenciar experiências memoráveis para aqueles que escolheram os seus negócios.

 

ilustra-qmc-das-Ativo 2

 

Estima-se, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que o Brasil já esteja próximo de completar a marca de 230 milhões de smartphones em uso. Some isso ao fato que, segundo relatório da Cisco, passamos 90% das nossas vidas em ambientes indoor e que, por conta disso, 80% de todo o tráfego de dados móveis também acontece em ambientes fechados.

A tecnologia móvel mudou a maneira como nós vivemos e trabalhamos, em um nível nunca antes visto. Estar online passou a ser um serviço essencial, assim como eletricidade ou água encanada. E, agora que se tornou um serviço de primeira necessidade, é esperado e cobrado pelo cliente. Garantir que ele se mantenha online passou a ser uma obrigação e uma responsabilidade das empresas.

qmc-ilustracao-das-tecnologia-e-vidaOs tempos são outros. Não é mais permitido falar que a culpa pela falta de cobertura é por parte das operadoras de telefonia móvel: o usuário vê a conectividade dele como uma responsabilidade da empresa que quer tê-lo como cliente. Não oferecer isso para ele é o mesmo que oferecer um serviço inferior, uma experiência de consumo falha, e ele fará questão de compartilhar isso. Em tempos nos quais a presença online é fundamental para a rentabilidade do negócio, buscar uma solução é a resposta. Imagine clientes com má cobertura de celular dentro de um imóvel. Se for um hóspede de hotel, não conseguirá divulgar a boa experiência da hospedagem que está tendo.

 

O consumidor como o centro do universo comercial

Experiência do consumidor, também conhecida como CX, é definida pelas interações entre o consumidor e a empresa ao longo da sua relação comercial. Essas interações podem incluir percepção, descoberta, cultivo (da relação), recomendação, compra e serviço.

Em outras palavras: são as percepções do próprio cliente de como ele é tratado pela empresa/marca ao longo da sua jornada de compra. Essas percepções afetam o seu comportamento e constroem memórias e sentimentos para direcionar a sua lealdade.

Conhecer profundamente cada cliente é essencial para construir uma relação próxima que dura do dia que ele faz a primeira compra até ele se tornar um cliente regular (e além). Nenhum momento de interação pode ser negligenciado. Se você garantir que as interações que ele terá com o seu negócio serão suaves, agradáveis e com uma melhoria contínua, você irá conquistará a sua lealdade ou, caso contrário, estará direcionando o seu maior bem para a concorrência.

 

qmc-ilustracao-das-consumidor-como-centro

 

O consumo por meio da conectividade

Imagine...

  • Um comprador em um shopping fazendo uma videochamada com sua esposa mostrando produto que viu na vitrine. Ele quer saber opinião dela se deve comprar ou não produto.

  • Um torcedor está acompanhando o seu time do coração. No momento do intervalo, decide comprar alguns souvenirs para a família. Ele quer usar o pagamento por aproximação do celular, pois não costuma levar a carteira quando vai ao estádio.

  • Um paciente de hospital tem que fazer um procedimento de emergência que não estava planejado e precisa avisar os familiares que está tudo bem, mas que precisará que eles se desloquem até o local.

  • Um hóspede aproveitando a sua estadia no hotel quer divulgar essa experiência positiva, mas não confia em redes wi-fi compartilhadas para se conectar. Prefere fazer tudo pelo próprio 4G do celular. 

Todos os exemplos acima são reais e é muito possível que estejam acontecendo neste exato momento em vários lugares no mundo. Agora imagine dois cenários: um no qual todos conseguem se conectar facilmente à rede de dados móvel e obtém um ótimo sinal e outro no qual não há sinal ou ele está muito fraco, limitando toda a conectividade. Não há apenas a experiência negativa nos casos, mas também vendas e mídia espontânea que não irão acontecer, prejudicando profundamente vários empreendimentos.

 

Conheça o nosso blog

O que é o DAS e como funciona

O DAS é uma infraestrutura que se conecta com a rede das operadoras de telefonia móvel e, por meio de um sistema de pequenas antenas espalhadas pelo imóvel, leva sinal de qualidade para todos os espaços do empreendimento. 

O DAS não é um sistema de repetição do sinal captado externamente. Muito pelo contrário! Optar por essa solução é ter um sistema com atendimento dedicado, dimensionado exclusivamente para garantir a melhor experiência de conectividade móvel e levando em conta fatores específicos de cada empreendimento como características arquitetônicas e fluxo e perfil dos usuários.

O DAS é indicado para empreendimentos que contam com grande fluxo de pessoas e cuja experiência de consumo dependa da conectividade.

 

Um sistema DAS consiste de três componentes principais:

 

 

 

Fonte do sinal

São as unidades responsáveis pela geração de sinal vindo das operadoras e também a recepção de sinal, no caso, provenientes dos aparelhos móveis. As fontes de sinal tratam essas informações e fazem a interface com a rede na que usuários se conectam às aplicações e websites desejados, ou mesmo conectam as pessoas em chamadas telefônicas.

ilustra-qmc-das-componentes-principais

 

Sistema de interface

Em um sistema de cobertura dedicada ou conhecido também como sistema de antenas distribuído (DAS) o sinal que vem fonte de sinal precisa ser aplicado de forma homogênea em todo a área que necessita de melhoria de cobertura, como um shopping. O nível de sinal vindo da fonte precisa ser igual em todos os pontos do shopping, dessa forma, o sinal que é transmitido em várias tecnologias e frequências e por várias operadoras precisam ser combinados para que haja apenas uma via única de transmissão e dessa via sejam espalhados pelo empreendimento.

Pontos de irradiação

Este sinal que foi combinado para uma única via de distribuição, necessita de um ponto de irradiação que é feito por meio de antenas. Em casos de uma cobertura dedicada, esta antena, que na realidade são micro antenas de telefonia móvel, têm necessidade de ser esteticamente harmonizada com o ambiente.

 

qmc-ilustracao-das-wifi-insuficienteQuando o WI-FI já não é suficiente

 

WiFi é o padrão quando o assunto é comunicação sem fio. Não há dúvidas quanto a isso. Entretanto, ele possui os seus pontos fracos.

Primeiro é o congestionamento. Com centenas de pessoas e funcionários conectados a uma única rede ao mesmo tempo, isso leva à sobrecarga, velocidade lenta e conexões consideradas não confiáveis.

Como quase todo mundo hoje em dia possui um plano pago com dados, por que não aliviar a sobrecarga e melhorar as questões de segurança, providenciando um melhor uso da própria rede de celular disponível?

Um segundo ponto é que, no caso de um problema com a rede WiFi, todo o empreendimento terá problemas no acesso, gerando um verdadeiro caos. Uma rede de celular boa se torna um backup para tais situações.

Isso sem contar o incômodo de fazer seu cliente solicitar a senha da rede de WiFi.

A melhor experiência para o consumidor é quando ele não precisa passar por uma transição para que obtenha conectividade e consiga manter a sua própria, tendo uma experiência fluida e contínua.

Por quem é feita a instalação do DAS?

O DAS geralmente é oferecido pelas Neutral Hosts, empresas especialistas em infraestrutura de telecomunicações, como é o caso da QMC.

Essas empresas surgiram como uma resposta ao mercado. Durante a grande expansão da telefonia móvel, as operadoras eram responsáveis pela implementação da própria infraestrutura. Isso gerou um problema de que muitas torres de diferentes operadoras disputavam um mesmo espaço, gerando uma confusão arquitetônica, além do fato que era muito mais barato dividir uma mesma infraestrutura.

Além das questões apresentadas acima, há uma outra central: o core business das operadoras não é este. Elas estavam se desdobrando em uma nova frente, comprometendo a sua principal função, que é a de oferecer serviços de telefonia móvel para o público final.

É neste cenário que as Neutral Hosts ganham uma grande importância, a de especialistas em infraestruturas de telecomunicações, dando início a uma nova indústria com uma grande geração de valor.

As vantagens de contar com uma Neutral Host para uma solução DAS

A especialização em infraestrutura em telecomunicações deram às neutral hosts conhecimento e experiência ímpares no assunto:

ilustra-manifesto-call

Entende os dois lados

Especialização em infraestrutura

Sistema compartilhado

Centralização do contato com operadoras

Otimização do uso do espaço

A qualidade de um especialista agora ao alcance do seu negócio

As Neutral Hosts são as maiores especialistas quando o assunto é infraestrutura de telecomunicações. Essa expertise, que até então só era oferecida para as operadoras por conta da evolução dos desafios do mercado, começou a ser oferecida também para as empresas, pois elas se tornaram um item vital em toda a cadeia de conectividade do usuário final.

Além de oferecer o que há de melhor em tecnologia e engenharia de infraestrutura em telecomunicações para o seu negócio, as Neutral Hosts também estão pensando no futuro. O 5G já está próximo de se tornar uma realidade e oferecer uma estrutura preparada para ele também é um desafio que precisa ser superado.

QMC: somos especialistas no assunto

É neste cenário que surge a QMC, uma multinacional latino-americana com um ativo de mais de 2.400 projetos instalados e em incorporação, entre eles diversos de cobertura indoor DAS.

O nosso conhecimento é demonstrado por meio da nossa equipe, que constrói projetos de soluções feitos sob medida para os mais diferentes segmentos do mercado.

A experiência QMC em números

+5mi
de m2 cobertos
+56mi
é o fluxo de pessoas atendidas
+12mil
antenas instaladas
Quer saber mais sobre o DAS? Fale com a gente!

Projetos Indoor End-to-End: o seu empreendimento coberto em todas as etapas

  • Planejamento
  • Implementação
  • Manutenção
  • NOC

A primeira etapa para qualquer sistema indoor na QMC é o desenho da solução. A QMC, por
meio de uma equipe composta por profissionais altamente qualificados, trabalha com
ferramentas próprias e as melhores ferramentas de mercado, buscando sempre identificar qual
solução é a mais adequada para seu empreendimento. A preocupação em elaborar o melhor projeto possível passa pela flexibilidade do nosso time em atender às necessidades de nossos clientes sem comprometer o nosso padrão de qualidade de sinal nos indicadores de cobertura, qualidade, e interferência - construindo sistemas que e são feitos para durar e estão preparados para o futuro.

Para quais estabelecimentos o DAS é indicado?

Principais verticais que atuamos: shoppings, hotéis, hospitais, universidades, prédios comerciais e aeroportos.

ilustra-qmc-venue-shopping

Shoppings

Os shoppings concentram grandes públicos em um mesmo espaço e possuem muitas barreiras físicas, dois fatores limitantes para o recebimento de um bom sinal da rede externa. Essa comum falta de sinal afeta diretamente dois públicos: os clientes e os lojistas. Ambos necessitam de uma boa conectividade para que a sua relação comercial aconteça da melhor forma possível.

Os clientes, sempre com os smartphones em mãos, procuram sempre por ofertas e experiências diferenciadas, e os lojistas, em plena era digital, só conseguem oferecer isso caso estejam conectados. Vale lembrar que não há venda sem conectividade, pois as maquininhas, tão comuns, não conseguem efetuar uma cobrança caso não exista uma boa conectividade. O pagamento em espécie se tornou raro, o que conta hoje é o dinheiro de plástico, representado pelos cartões.

ilustra-qmc-venue-hotel

Hotéis

O público de hotéis é extremamente conectado. Eles utilizam essa conectividade não apenas para realizar check-ins e check-outs, mas também para outras facilidades, como usar o smartphone como chave do quarto, fazer reservas online, verificar menus, receber descontos especiais e, claro, divulgar a experiência que está vivendo.

O futuro reserva muitas mudanças para o setor ao trazer experiências imersivas e de comodidade, além de uma revolução na administração e marketing de relacionamento ao coletar e processar dados dos seus hóspedes para estabelecer uma relação feita sob medida. Tudo isso será completamente dependente da tecnologia 5G.

ilustra-qmc-venue-hospital

Hospitais

É comum que hospitais encontrem problemas com o sinal por causa da grande quantidade de equipamentos médicos e outras barreiras físicas. Outros pontos importantes para o segmento é o acesso aos dados de pacientes em tempo real e também a facilidade de comunicação com e entre a equipe hospitalar, seja médicos, enfermeiros, operadores de equipamentos etc. Hospitais cuidam de centenas de milhares de pacientes todos os anos e precisam lidar com um enorme volume de exames. Qualquer demora em recebê-los pode resultar em uma consulta improdutiva, um paciente insatisfeito, ou até mesmo uma fatalidade.

Acima de todas as questões, pacientes necessitam se manter em contato com o trabalho, a família, amigos... Infelizmente não é incomum encontrar hospitais sem nenhuma cobertura de sinal de celular.

ilustra-qmc-venue-universidade

Universidades

O ensino sofreu grandes mudanças na atual era que vivemos. A internet levou as salas para mais lugares com o EAD (ensino à distância), levou a estrutura da universidade mais longe, com acesso a todo o acervo digital da biblioteca, pesquisas, aulas, para citar alguns exemplos. O alcance comercial das instituições se expandiu: o mundo inteiro. O sucesso disso está fortemente ligado à qualidade da infraestrutura que oferecem: a conectividade também mudou a percepção de valor percebida pelos alunos, que cada vez mais entendem e exigem mais enquanto clientes.

A conectividade também afeta a comunicação entre equipe, permitindo que se tornem muito mais eficientes e sincronizadas. E, quando levamos a recente pandemia em perspectiva, tanto instituições privadas quanto públicas estão diante de uma necessidade por conectividade e reinvenção dos seus modelos impossíveis de serem ignoradas.

ilustra-qmc-venue-corporativo

Prédios Corporativos

Os centros comerciais abrigam um número enorme de pessoas, constantemente conectadas aos seus celulares. Há também uma grande concentração pedestres nas ruas e muitos prédios.

A grande densidade de dispositivos conectados simultaneamente, as várias barreiras de concreto e os diferentes e inúmeros sinais que são transmitidos nessas áreas impedem que qualquer sinal de celular chegue com qualidade no interior dos prédios corporativos e, hoje, se manter conectado é vital para qualquer negócio. Hoje, é possível adotar soluções tanto para garantir conectividade na totalidade de um prédio ou apenas andares específicos (Com o C-DAS).

ilustra-qmc-venue-aerorporto

Aeroportos

O público de aeroportos é dependente de um bom sinal de celular. Entre idas e vindas, milhões de pessoas, passageiros e funcionários, recorrem primeiramente ao celular no momento que o avião toca o solo e também enquanto esperam o seu embarque, além de recorrerem a ele como roteador para seus notebooks. Seja para solicitar um transporte, avisar de possíveis atrasos, trabalhar, se entreter enquanto aguarda ou uma chegada tranquila, a rede móvel é considerada a única opção. Conectividade se tornou essencial para esses lugares que concentram milhares de usuários simultâneos que fazem um uso pesado de dados.

Se identificou? Fale com a gente!

O DAS como solução para o seu empreendimento

Ele é ideal para grandes empreendimentos quando grande capacidade é exigida por conta do alto fluxo de pessoas, como em shoppings, hotéis, estádios, hospitais, aeroportos, campus universitários e centros de convenções. É uma infraestrutura facilmente adaptável para novas tecnologias como a tecnologia 5G, consegue ser projetada e implementada em empreendimentos de qualquer tamanho e permite o monitoramento remoto. O sistema de DAS ativo utiliza cabos de fibra óptica para distribuir o sinal de uma base - que reúne todos os sinais das operadoras em um só lugar - para antenas distribuídas por todo o imóvel.

O sistema DAS Passivo utiliza componentes passivos (daí o nome) como cabos coaxiais, divisores (splitters) e diplexadores (diplexers) para distribuir o sinal através das antenas de baixa potência diretamente dos equipamentos de rádio das operadoras, sem que haja conversão de sinal de RF para ótico como no DAS ativo. É aplicável principalmente em empreendimentos menores e com menor fluxo de pessoas. Como vantagem do sistema passivo temos seu custo menor em relação a um sistema ativo, entretanto ele não é adaptável para novas tecnologias (5G) ou mudanças de layout e adições de áreas nos empreendimentos, não possibilita monitoramento remoto e não é recomendado para projetos grandes.

É a solução DAS dentro da C-Solutions QMC. Seja com o DAS ou o LITE DAS, quando aliado a uma solução centralizada, é possível gerar grande economia ao eliminar os custos de CAPEX e reduzir o OPEX.

A mesma qualidade do DAS QMC aliada à economia de uma C-Solution.

O LITE DAS é a solução customizada do DAS para a cobertura de apenas um ou mais pisos Uma solução de instalação rápida e fácil, ideal para lajes corporativas e escritórios. 

A QMC possui uma soluções de cobertura de qualidade não apenas para diferentes segmentos, mas também para diferentes tamanhos de área. Garanta um sinal de celular de qualidade em qualquer situação.

Faça o download do Ebook: Transformação Digital para Hotéis

Quem já tem cobertura indoor com a gente

foto-case-spexpo

São Paulo Expo e QMC: cobertura indoor para o principal destino de eventos da América Latina

O São Paulo Expo está localizado na Rodovia dos Imigrantes, no bairro do Jabaquara, região sul da capital Paulista. Após sua inauguração em 2016, e os eventos tomando imensas proporções (em 2019 foram 120 eventos), a infraestrutura existente de telefonia começaram a não dar conta deste aumento de fluxo de pessoas. Assim como o fornecimento de eletricidade e água, a São Paulo Expo precisava que a cobertura celular dentro de seu pavilhão funcionasse perfeitamente.

Leia o case completo
foto-case-vila-gale

Vila Galé e QMC: o desafio de levar conectividade a lugares remotos

O Grupo Vila Galé é um dos principais grupos hoteleiros portugueses e integra o ranking das 182 maiores empresas hoteleiras em nível mundial. O hotel Vila Galé Cumbuco, empreendimento do grupo, é um resort all inclusive na Praia do Cumbuco, a 3 quilômetros ao norte do vilarejo. O resort foi construído em uma área afastada das capitais, com o intuito de desenvolver a região - e isso inclui infraestrutura celular. Com o intuito de levar a seus hóspedes a melhor experiência possível, o Vila Galé e a QMC se uniram para criar e melhor solução de conectividade possível para o resort.

Leia o case completo
case-foto-viva_barranquilla

Viva Barranquilla e QMC: melhorando a experiência de compra do cliente

O Viva Barranquilla é um shopping localizado na cidade de Barranquilla, na Colômbia, e faz parte da maior rede de shopping centers do país - a Viva Malls (marca do Grupo Êxito) respaldada por mais de 110 anos no ramo de varejo e 20 anos de expertise no ramo imobiliário. O Viva Barranquilla possui muitas lojas de alto padrão, e recebe a visita de muitos turistas, que buscam uma ótima experiência de compra - e isso está diretamente ligado à conectividade celular.

Leia o case completo
fotos-cases-torre-koi

Torre Koi & QMC: fornecendo cobertura celular completa a partir do dia 1

Com 280 metros de altura, a Torre KOI é um dos edifícios mais altos da América Latina. O edifício é um arranha-céu de uso misto de 64 andares localizado em San Pedro Garza Garcia, em Monterrey - México. Como um símbolo de orgulho para as pessoas em Monterrey, a Torre Koi sabia desde o início que precisava fornecer serviços de alto nível aos seus inquilinos, e isso inclui cobertura de telefone celular para todo o complexo.

Leia o case completo
logo-grupo-exito

“A QMC foi a melhor escolha para fazer a implantação da infraestrutura DAS dentro do Shopping, com o objetivo de resolver nossos problemas de comunicação. Com um trabalho sem imprevistos, nossos clientes têm agora uma experiência muito melhor."

Ricardo González
Gerente de ativos imobiliários do Grupo Éxito

case-hotel-vila-gale-1

“Temos que sempre trabalhar para melhorar a qualidade do serviço de hospitalidade para o cliente. Não queremos que o sinal de celular seja um problema, que faça com que o cliente deixe de escolher um destino ou outro. E a QMC nos ajudou a atingir esse objetivo.”

André Corcos
Diretor de Infraestrutura do Grupo Vila Galé

logo-sp-expo

“A grande vantagem de ter a QMC como parceira é a facilidade de ter uma pessoa  para atender ao problema do cliente, sem burocracias - além de seu grande know-how técnico. Desta forma, não temos que lidar com diferentes equipes de cada operadora.”

Daniel Galante
Diretor Geral da São Paulo Expo

FAQ

A implantação do projeto é simples?

O DAS precisa de manutenção?

A QMC é uma empresa de Wifi?

As antenas são aquelas torres gigantes?

Por que precisamos de ter antenas dentro dos estabelecimento? A torre de celular não é suficiente para garantir a conexão dos aparelhos celulares?

Podemos escolher o modelo das antenas que mais se encaixa em nosso design do shopping?

É preciso quebrar o forro para instalar as antenas?

É necessário um antena para cada operadora?

De onde vem o sinal de celular das operadoras?

Quanto meu estabelecimento precisa pagar para ter as antenas?

Se não há custo para mim, como a QMC sobrevive?

Qual a vantagem de contratar a QMC e não as operadoras diretamente?

Vocês fazem manutenção da sala de equipamentos? E as contas de energia, quem paga?

Estas antenas são repetidoras de sinal?

Vocês coletam dados de localização os aparelhos?

Vocês são responsáveis pelos dados dos usuários?